Aos 42, morre Ian Murdock, criador do Debian

RIP Ian Murdock

Ian Murdock

 

A Docker Inc., empresa para qual Ian trabalhava desde novembro, anunciou hoje que ele veio a falecer na noite da última segunda-feira (28/12/15). A causa e as circunstâncias da morte ainda não foram reveladas pelo departamento de polícia de São Franscisco.

Ian lançou uma das primeiras distribuições do GNU/Linux, o Debian, em 16 de agosto de 1993, enquanto estudante na universidade de Purdue, com o objetivo de ser uma distribuição mantida de maneira aberta, seguindo o espírito do kernel Linux e do GNU, conforme ele escreveu no manifesto Debian.

Atualmente o projeto Debian conta com mais de 1000 pessoas envolvidas em seu desenvolvimento e é reconhecido como um dos mais bem sucedidos projetos open source já lançados, tendo abraçado o design e contribuições abertos.

 

No dia de sua morte, a conta de Ian no twitter continha vários tweets comentando sobre abusos físicos e psicológicos que ele teria recebido de policiais. Ele dizia que comentaria sobre o ocorrido em seu blog e que seria devotado, pelo resto da vida, a lutar contra o abuso policial.

Ainda não se sabe se as publicações partiram mesmo de Ian ou se a conta foi invadida. Ela não existe mais, mas os últimos posts podem ser vistos aqui, aqui, aqui e no cache do google.

O conteúdo mais preocupante vem do último tweet (aqui e aqui), onde ele dizia que iria cometer suicídio.

Ian Murdock tweet

O que despertou um grande preocupação naqueles que o admiram. Diversos blogs (techaeris, softwarelivre.org, etc) e uma thread no reddit estão debatendo o assunto.

A família de Ian aprecia as condolências e pede que elas, e outros tipos de contato, sejam feitos através do post no blog da Docker, Inc. O projeto Debian publicou uma nota e criou o endereço in-memoriam-ian@debian.org para o mesmo fim.

Deixe uma resposta